Search
Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais

Chamada para dossiê “Os bens culturais frente a mudança climática”

A revista Habitus, editada pela PUC Goiás/IGPA está recebendo artigos, resenhas, dossiê acadêmico, entrevistas e resumos de teses e dissertações para o Dossiê: Os bens culturais frente a mudança climática. A submissão pode ser realizada até o dia 31 de maio de 2021. 

 

Os bens culturais frente a mudança climática

O acesso à cultura e aos bens culturais é direito essencial do ser humano como parte indispensável à sua dignidade e ao livre desenvolvimento da sua personalidade. No Brasil, o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, segundo o art. 215 da Constituição federal de 1988, é garantia do Estado. Destarte, independente do crivo de reconhecimento e valoração ao qual o bem cultural tenha passado, a proteção e gestão desses são considerados elementos basilares a serem realizados de forma partilhada para garantir o acesso às gerações futuras, especialmente quando há reconhecidamente elementos de risco a sua continuidade histórica, como é o caso dos impactos provocados pelos efeitos extremos da mudança climática. Ao longo dos últimos anos pudemos observar as tempestades torrenciais como as que destruiu o centro histórico de São Luís do Paraitinga-SP (2010), o tornado que atingiu o Museu de São Miguel das Missões-RS (2016), as queimadas no Parque Estadual de Monte Alegre-PA que atingiram as pinturas rupestres do Sítio Serra da Lua, no Pará (2019), entre outros efeitos que detêm relações com as mudanças observadas no clima, especialmente a partir do século XIX. Neste sentido, o ICOMOS – Conselho Internacional de Monumentos e Sítios –, por meio do seu Comitê Científico Internacional sobre Mudanças Climáticas, vem promovendo ações que visam reunir estudos e pesquisas que tratem dos efeitos da mudança climática sobre os bens culturais no Brasil. As ações desenvolvidas pelo Comitê são também uma forma de partilhar e divulgar a necessidade de ações, sejam elas no âmbito acadêmico – visando implementação de mais programas de pesquisas com foco nesta área, sejam no âmbito administrativos – com apresentação de políticas públicas de preservação e resiliência aos efeitos dos eventos extremos, no intuito de corroborar para que os direitos assegurados pelos documentos internacionais e a carta magna brasileira sejam cumpridos e respeitados. Serão aceitos artigos em idioma nacional ou em língua estrangeira, resenhas de obras recentes, estudos de casos e documentos relacionados as mais distintas vertentes, dos bens culturais, materiais ou imateriais, frente aos efeitos da alteração climática.

Os artigos devem ser enviados em inglês, português e espanhol seguindo as normas editoriais da revista e submetidos eletronicamente: Submissões. Em caso de dúvidas, entrar em contato com as editoras da revista: habitus@pucgoias.edu.br.

Editores Responsáveis:
Dra. Aline Carvalho – Diretora do Comitê Mudanças Climáticas e Patrimônio – ICOMOS-BR (Nepam/Unicamp) (Ed. Convidada)
Dra. Luana Campos – Secretária 1 do Comitê Mudanças Climáticas e Patrimônio – ICOMOS-BR (Docente bolsista “recém-doutora” do Mestrado Profissional do IPHAN) (Ed. Convidada)
Dr. Luciano Silva – Secretário 2 do Comitê Mudanças Climáticas e Patrimônio – ICOMOS-BR (Dep. História, UNEMAT) (Ed. Convidada)
Dra. Marlene C. Ossami de Moura (Editora da revista Habitus – PUC Goiás)
Dra. Sibeli A. Viana (Editora da revista Habitus – PUC Goiás)

 

Revista Habitus – Revista do Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia

A revista Habitus é uma publicação semestral do Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia que visa divulgar a produção científica nas áreas de arqueologia, antropologia, da documentação audiovisual e do meio-ambiente, tendo como eixo central a investigação e a produção culturais das sociedades humanas e intercâmbio com 339 instituições.