Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais

30 anos NEPAM/UNICAMP – Precursores

O auditório Daniel Hogan, que leva o nome de um dos principais professores e pesquisadores da Unicamp em meio ambiente – falecido em 2010, ficou pequeno para acomodar os participantes da cerimônia de aniversário dos 30 anos do Nepam (Núcleo de Ensino e Pesquisas Ambientais), no dia 30 de outubro.

No período da manha os principais precursores do Núcleo fizeram apresentações sobre os inícios da fundação do NEPAM. “Temas importantes, como mudanças climáticas, desastres naturais e refugiados decorrentes dessas problemáticas ambientais, o que nos dá um caráter pioneiro”, afirma a pesquisadora Aline Vieira de Carvalho, atual coordenadora do Nepam.

Com a participação do Reitor da Unicamp, Marcelo Knobel convidado para cerimônia. Após algumas palavras de agradecimento, comentou que a Reitoria vem discutindo com os pesquisadores do Nepam sobre a criação de um centro de estudos em sustentabilidade. Vale relembrar, que o 27 de outubro de 1987 o então Reitor da Unicamp, Paulo Renato de Souza, assinou a portaria que transformava o já existente “Núcleo de Ecologia Humana” – criado na gestão anterior – em Nepam, uma proposta de pesquisa mais ampla, transdisciplinar e alinhada com os movimentos político-econômicos da época, que culminariam na conferência “Eco-92”, no Rio de Janeiro.

“Nunca pensamos em ser um departamento, justamente porque a questão ambiental não deve estar em âmbito disciplinar e sim transcender esse limite”, resume Lúcia da Costa Ferreira, presente e atuante desde o início de toda a história. Para o professor do Instituto de Geociências, Archimedes Perez Filho, também fundador do Nepam, concorda: “a questão ambiental é ampla e cada vez mais urgente, por isso deve ser estudada e planejada com total conexão social”.